ONGs exigem estudo de impacto ambiental para Suape

O Ministério Público de Pernambuco recebe na tarde desta segunda representação de organizações não-governamentais cobrando a exigência, pelos órgãos governamentais, de Estudo Prévio de Impacto Ambiental (Epia) para as obras de ampliação do Porto de Suape, que preveem o desmatamento de 691 hectares de vegetação nativa (508 de mangue, 17 de mata atlântica e 166 de restinga). A carta (veja abaixo) será entregue pela Associação Pernambucana de Defesa da Natureza (Aspan) ao responsável pela Coordenadoria de Apoio às Promotorias (Caop) de Meio Ambiente, promotor Andre Silvani. O documento também cobra a realização de audiência pública para debater detalhes da obra. O desmatamento foi solicitado pelo governador Eduardo Campos e tem a autorização da Assembleia Legislativa. Clique em FULL para visualizar a tela inteira e ESC para retornar. Cartaaspan

Comentarios (0)Add Comment

Escreva seu Comentario
quote
bold
italicize
underline
strike
url
image
quote
quote
smile
wink
laugh
grin
angry
sad
shocked
cool
tongue
kiss
cry
smaller | bigger

busy

Curta nossa página no Facebook