Maus-tratos também aos peixes

Porrete na cavala é o título do vídeo abaixo, gravado em barco de pesca que transporta estudantes universitários e pesquisadores ao Arquipélago de São Pedro e São Paulo, onde a Comissão Interministerial para os Recursos do Mar (Cirm), ligada à Marinha, e a UFRPE mantém uma estação científica. O estudante, ao que parece, se diverte em aumentar o sofrimento do peixe que acabou de ser fisgado. O correto, afirmam especialistas, seria deixar o animal morrer naturalmente após a captura, e não abreviar seu fim por métodos violentos. No último dia da expedição 312, do ASPSP, fomos pescar no Transmar 1, e aprendemos a dar pancadas na cabeça da cavala. Ehehe, diz a descrição do vídeo. ASPSP significa Arquipélago de São Pedro e São Paulo. Trasmar 1 e 2 são os barcos de pesca da Empresa Norte Pesca, recorrentemente vencedora das licitações da Cirm para fazer o transporte de pesquisadores até a estação. As embarcações fazem pesca na área enquanto os pesquisadores ficam no alojamento. Em setembro, vídeo em que uma professora da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) desfere porretadas num peixe-rei circulou na internet. Mas, com a repercussão negativa, inclusive junto ao Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), ela tirou as imagens na internet. Está na hora de governo e universidades regulamentarem os procedimentos a bordo desses navios, uma vez que é o dinheiro público (em forma de bolsas e financiamentos) e a Marinha que bancam essas missões científicas.

Comentarios (0)Add Comment

Escreva seu Comentario
quote
bold
italicize
underline
strike
url
image
quote
quote
smile
wink
laugh
grin
angry
sad
shocked
cool
tongue
kiss
cry
smaller | bigger

busy

Curta nossa página no Facebook