Falhas em geradores das usinas nucleares nos EUA causam alerta

ATLANTA, ESTADOS UNIDOS - Desde abril, quatro geradores que alimentam sistemas de emergência de usinas nucleares nos Estados Unidos falharam, uma série de incidentes incomuns que atraiu a atenção de inspetores federais e pode levar o setor a reexaminar seus planos de manutenção. Nenhuma das falhas ameaçou a população. Mas os geradores a óleo diesel têm a função crucial de fornecer eletricidade para o sistema de refrigeração que evita que o combustível nuclear quente e radioativo superaqueça, derreta e lance radiação para o meio ambiente. Foi isso que aconteceu neste ano quando a usina nuclear de Fukushima Dai-ichi, no Japão, ficou sem seu sistema de reserva de resfriamento após um terremoto e tsunami. Três geradores a diesel não funcionaram depois da passagem de tornados pelo Alabama que derrubaram linhas de transmissão elétrica que servem a usina nuclear de Browns Ferry, pertencente à Tennessee Valley Authority (TVA) às margens do rio Tennessee em abril. Duas falhas ocorreram por problemas mecânicos e um gerador não estava disponível porque estava em manutenção programada. Outro gerador falhou na usina North Anna na Virgínia após um terremoto em agosto. Os geradores não funcionaram quando necessário em pelo menos doze outras circunstâncias desde 1997 por causa de falhas mecânicas ou porque estavam em manutenção, segundo uma análise da Associated Press sobre os relatórios compilados pela Comissão Nuclear Regulatória dos Estados Unidos (NCR, pela sigla em inglês). Para mim, não se trata de algo alarmante, disse Michael Golay, professor do Massachusetts Institute of Technology (MIT) que estuda os riscos de usinas nucleares. Mas, se essa tendência continuar, certamente temos de olhar para a questão. No mínimo, as falhas fizeram com que inspetores da comissão nuclear aumentassem a atenção sobre as usinas onde os problemas aconteceram. Além disso, funcionários do setor e acadêmicos dizem que os incidentes podem levar a comissão a advertir formalmente as operadoras de usinas nucleares sobre as falhas recentes e fazer com que as empresas do setor reavaliem o que pode desativar um gerador. Algumas pessoas ligadas ao setor acreditam que esses acontecimentos podem influenciar nas novas regras que a comissão vai lançar em resposta à crise no Japão. A falha de um único gerador não é uma calamidade. Todos os reatores têm pelo menos um gerador de reserva e em alguns casos, mais de um. Se os geradores a diesel falharem, as usinas nucleares podem funcionar em segurança com baterias durante horas ou usar bombas movidas a vapor para manter a água de refrigeração fluindo. Mas a perda de toda a energia de emergência - incluindo os geradores a diesel - representa uma crise. Isto aconteceu em 11 de março quando um terremoto e um tsunami desativaram todos os geradores a diesel na usina japonesa. Três dos seis reatores derreteram. Houve explosões na instalação e a liberação de radiação exigiu a evacuação de cerca de 100 mil pessoas. Nos Estados Unidos, uma m...

Comentarios (0)Add Comment

Escreva seu Comentario
quote
bold
italicize
underline
strike
url
image
quote
quote
smile
wink
laugh
grin
angry
sad
shocked
cool
tongue
kiss
cry
smaller | bigger

busy

Curta nossa página no Facebook