Secretária do AM e mais 12 são denunciados por impedir fiscalização

MANAUS, AM - A Procuradoria Regional da República da 1 Região, com sede em Brasília, informou na segunda (3) que denunciou a secretária de Desenvolvimento Sustentável do Amazonas, Nádia D'Avila Ferreira, o ex-presidente do Ipaam (Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas) Graco Diniz Fregapani, o prefeito de Lábrea, Gean de Campos Barros (PMDB), e mais dez pessoas sob acusação de dificultar fiscalização ambiental do poder público, violação de domicílio, ameaça, desacato e injúria. Segundo investigações da Polícia Federal, todos impediram com ameaças e agressões verbais uma equipe do ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade) de fiscalizar as reservas extrativistas do Rio Ituxi e do Rio Médio Purus, ambas alvo da ação de madeireiros e grileiros no município de Lábrea. A denúncia da Procuradoria foi enviada ao desembargador Tourinho Neto, juiz relator do processo que tramita no Tribunal Regional Federal da 1 Região. Um inquérito da PF indiciou os 13 acusados. Segundo nota da Procuradoria, os fiscais do ICMBio realizavam uma operação para combater a extração ilegal de madeira nas reservas. De acordo com a denúncia, eles foram agredidos verbalmente por integrantes de uma comitiva de autoridades, entre eles, a secretária Nádia Ferreira, a assessora técnica do Ipaam Mara Rubia Benevides Said, dois oficiais da Polícia Militar, cinco políticos locais e servidores públicos. O caso foi divulgado pela Folha de São Paulo em março de 2010. As analistas ambientais Adriana Gomes e Branca Tressold foram xingadas e ameaçadas com pedras e pedaços de paus. A mesma situação enfrentou os servidores Antônio Vieira e Bento Arruda. Eles ficaram retidos em um hotel e escaparam com apoio de uma escolta de 30 policiais militares. Foram enviados de avião para Rondônia. Procurada pela reportagem, a secretária Nádia Ferreira disse que se manifestará sobre a denúncia quando for notificada pela Procuradoria. O ex-presidente do Ipaam Graco Diniz Fregapani deixou o órgão, segundo a assessoria do instituto, para assumir a gerência da empresa HRT Participações em Petróleo. Ele não foi localizado para falar sobre o caso. O Ipaam informou que a assessora Mara Rubia Said comentaria depois a denúncia amanhã. O prefeito de Lábrea, Gean de Campos Barros (PMDB), não respondeu às ligações da reportagem. Por Kátia Brasil (Folhapress)

Comentarios (0)Add Comment

Escreva seu Comentario
quote
bold
italicize
underline
strike
url
image
quote
quote
smile
wink
laugh
grin
angry
sad
shocked
cool
tongue
kiss
cry
smaller | bigger

busy

Curta nossa página no Facebook