Zoo registra mais uma morte

Publicado no Jornal do Commercio, em 29.09.2011. Foto: site do Parque Dois Irmãos. Camelo apreendido em 2008 num circo e encaminhado para o zoológico do Recife morreu esta semana, depois de apresentar otite crônica e lesões na pele. A administração do zoo informa que, por não haver possibilidades de cura, o animal foi sacrificado. Veterinários coletaram amostras para análise toxicológica, uma vez que pelo menos 10 animais morreram envenenados no local nos últimos dois anos. A morte, ocorrida na última segunda-feira, não foi informada à Delegacia de Crimes contra o Meio Ambiente, embora haja um acordo com o zoológica que todos óbitos sejam notificados. A titular da Depoma, Verônica Azevedo, ficou surpresa com a informação da morte. Não recebemos, nem por ofício nem por telefonema, essa notícia, reclamou a delegada. Só iremos notificar a delegacia quando for fechado o laudo de necropsia. Apesar de não ser uma morte suspeita, o que nos exime da necessidade de notificação imediata, temos como protocolo informar a delegacia sobre toda e qualquer perda de animais do zoológico, declara, em nota, a administração do zoo. O laudo deverá ser fechado ainda esta semana. O zoo, que funciona no Parque Dois Irmãos, na Zona Norte do Recife, informa que durante a necropsia a equipe técnica coletou amostras do coração, rim, fígado, baço, conteúdo estomacal e intestinal do bicho. O material será enviado, depois do fim da greve dos Correios, para avaliação no Centro de Assistência Toxicológica (Ceatox), da Universidade Estadual Paulista. Localizado em Botucatu (SP), o lugar é o mesmo que constatou, no mês passado, a morte por envenenamento de dois veados-catingueiros, alimentados com chumbinho em junho deste ano. A delegada Verônica Azevedo adianta que espera concluir o inquérito que apura a morte dos veados em dois meses. Estamos investigando por meios convencionais e tecnológicos. Com idade estimada entre 18 e 20 anos, a fêmea que morreu segunda-feira (26) e uma outra chegaram ao zoológico em dezembro de 2008. Foram apreendidas pela Companhia Independente de Policiamento de Meio Ambiente (Cipoma) da PM junto com um hipopótamo num circo em Feira Nova, a 80 quilômetros do Recife, no Agreste Setentrional. Os policiais se basearam na Lei Estadual 12.006/2011, que proíbe a utilização de animais em circos.

Comentarios (0)Add Comment

Escreva seu Comentario
quote
bold
italicize
underline
strike
url
image
quote
quote
smile
wink
laugh
grin
angry
sad
shocked
cool
tongue
kiss
cry
smaller | bigger

busy

Curta nossa página no Facebook