Corte de árvores no Ibama gera polêmica

Publicado no Jornal do Commercio, em 24.09.2011. Fotos: Bernardo Soares/JC Imagem, em 23.09.2010. Na semana em que se comemora o Dia da Árvore (21 de setembro), o Ibama de Pernambuco continua botando abaixo frutíferas e plantas nativas brasileiras. O projeto, superfaturado segundo um procurador federal, prevê a erradicação de seis plantas e a poda de nove. A finalidade é evitar que galhos caiam nos carros estacionados no pátio de instituto. A intervenção começou há um mês, provocando a indignação dos moradores de Casa Forte, Zona Norte do Recife, onde se localiza a superintendência do Ibama. Moradora do bairro há 30 anos, a professora Rejane Pereira tentou protocolar denúncia no próprio Ibama. Eles não acataram a denúncia. E pior: disseram que as árvores estavam doentes, protestou. O Ibama pagou R$ 44 mil a uma empresa do Paraná para executar o serviço. O valor, além da poda e erradicações, cobre a retirada do entulho e o fornecimento de insumos agrícolas e plantio de 40 mudas fornecidas pelo próprio Ibama. O valor chamou a atenção de Edvaldo de Souza Oliveira Neto, procurador federal da Advocacia Geral da União (AGU) em exercício na superintendência do instituto no Estado. No dia 31 de agosto, o servidor público notificou o corregedor do órgão em Brasília, Marcos Lopes Guimarães, pedindo que ele tomasse as providências cabíveis. O procurador-chefe do Ibama, Geraldo Campos Pinto, garante que não há irregularidades na contratação da empresa. Foi feita uma licitação pública em nível nacional, que é o que determina a lei. Três empresas concorreram num pregão público eletrônico. Contratamos a que ofereceu menor preço. Sobre o serviço, ele apresentou laudo técnico assinado pelo engenheiro agrônomo do Ibama Eduardo Sobral da Costa que avalia a situação de cada árvore e recomenda o que deve ser feito.

Comentarios (0)Add Comment

Escreva seu Comentario
quote
bold
italicize
underline
strike
url
image
quote
quote
smile
wink
laugh
grin
angry
sad
shocked
cool
tongue
kiss
cry
smaller | bigger

busy

Curta nossa página no Facebook