Salão agrícola de Colônia proíbe o 'foie gras'

TOULOUSE - A retirada do 'foie gras' do grande salão de produtos agrícolas alemão de Anuga, sob a pressão de militantes contra a engorda de animais, levantou uma onda de protestos no sudoeste francês e, nesta quarta-feira, o embaixador da Alemanha, em Paris, Reinhard Schäfers, foi chamado a Bercy. O secretário de Estado de Comércio Exterior, Pierre Lellouche, pediu que Berlim demonstre mais autoridade aos organizadores, fazendo respeitar o direito europeu de livre circulação e de não discriminação de mercadorias. É preciso que nossos produtores figurem plenamente no catálogo da feira, considerou Pierre Lellouche, estimando que a indústria de 'foie gras' na França representa 35.000 empregos. Antes dele, em carta ao homólogo alemão Ilse Aigner, o ministro da Agricultura, Bruno Le Maire, chegou a ameaçar de não estar presente na abertura do salão se o 'foie gras' não for admitido, considerando a medida inaceitável e injustificada. Le Maire lembrou ao ministro alemão da Alimentação que a França aplica rigorosamente toda a regulamentação comunitária sobre o bem-estar animal. A feira de Anuga acontece todos os anos, apresentando-se como o mais importante salão mundial de produtos alimentícios, e que será realizada de 8 a 12 de outubro. Não +proibimos o foie gras+, mas, simplesmente, Anuga não é lugar de uma plataforma para o produto, uma vez que não é gerado na Alemanha, declarou à AFP a porta-voz da feira de Colônia, Christine Hackmann. Não cabe a nós decidir se é ou não um bom produto, prosseguiu Christine Hackmann. Mas, na maior parte dos países da Europa, e não apenas na Alemanha, a produção de 'foie gras' é proibida e não podemos ignorar. Brigitte Gothière, ativista da associação francesa Stop Gavage, pare a engorda, aplaudiu a decisão da feira de Anuga. Segundo ela, o foie gras produzido na França não está em conformidade com a legislação europeia... os produtores franceses utilizam ainda pequenas gaiolas, nas quais os gansos não podem se mexer, o que é contrário à última legislação que entrou em vigor no dia 1 de janeiro de 2011, considera. Para o presidente nacional de produtores de 'foie gras', Philippe Baron, a proibição vem de vegetarianos. Hoje é o 'foie gras', amanhã será outra coisa, porque, de qualquer forma, essas pessoas são todas contra a toda a criação e produção animal. Essa decisão e outras tomadas pela União Europeia representam um risco enorme para uma atividade econômica e uma tradição fundamental tanto para a França em si quanto para nosso sudoeste, alertou o diretor da organização Chasse Pêche Nature et Tradition (CPNT), Caça Pesca Natureza e Tradição, Frédéric Nihous, denunciando extremistas contra a engorda. Da Agência France Presse.

Comentarios (0)Add Comment

Escreva seu Comentario
quote
bold
italicize
underline
strike
url
image
quote
quote
smile
wink
laugh
grin
angry
sad
shocked
cool
tongue
kiss
cry
smaller | bigger

busy

Curta nossa página no Facebook