Polícia investiga sumiço de animais no zoológico do Recife

Publicado no Jornal do Commercio, 20.07.2011. Infográfico: Nara Castro/Editoria de Arte do JC. Além da morte de dois animais com suspeita de envenenamento, a Delegacia de Polícia do Meio Ambiente (Depoma) está apurando denúncias de que bichos estão sumindo no zoológico do Recife, em Dois Irmãos, na Zona Norte. A investigações começaram no mês passado, depois da morte de dois veados-catingueiros. O delegado substituto da Depoma, Guilherme Caraciolo Paiva, iniciou as diligências mês passado. A apuração das denúncias, de acordo com ele, é paralela à investigação das mortes dos dois veados. Fizemos algumas diligências e há outras previstas, mas não posso adiantar detalhes para não atrapalhar a investigação. Os policias receberam informações de que bichos dados como mortos na verdade desapareceram. Esse é um tipo de apuração que demora. Quando o animal morre, ele é enterrado. E talvez seja preciso exumações para periciar as ossadas, esclarece. O delegado explica que, como o zoo pertence ao governo do Estado, os resultados da investigação sobre os desaparecimentos serão enviados para a Delegacia de Polícia de Crimes contra a Administração e Serviços Públicos (Decasp). Faremos um relato e mandaremos, por meio de comunicação interna (CI), para que a Decasp, se considerar procedente, instaure um inquérito. Óbitos de animais do zoo por intoxicação são comprovados desde março de 2009. Exames toxicológicos datados de 5 de março confirmaram o envenenamento de um cervo nobre, um antílope waterbuck e um hipopótamo. Outros, de 14 de agosto,identificaram que também foram vítimas um emu, um jacaré-de-papo-amarelo, um cuxiú, um bugio-mãos-de-ouro e um cangambá. Os laudos, do Centro de Assistência Toxicológica (Ceatox), da Universidade Estadual Paulista, em Botucatu (SP), fazem parte de dois inquéritos. Por falta de provas, no entanto, ninguém foi indiciado. A Depoma diz que o autor do crime pode ser funcionário ou visitante, já que ambos têm acesso aos animais. Um relatório policial de 5 de maio de 2010 recomendou a administração do zoo, vinculado à Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas), reforçar a vigilância e implantar um sistema de câmeras nos recintos onde vivem os animais. A medida, que visa evitar novas mortes, ainda não foi adotada. A assessoria de imprensa do Parque Dois Irmãos informa que está elaborando levantamento dos animais mortos e desaparecidos. Leia aqui sobre a morte dos animais.

Comentarios (0)Add Comment

Escreva seu Comentario
quote
bold
italicize
underline
strike
url
image
quote
quote
smile
wink
laugh
grin
angry
sad
shocked
cool
tongue
kiss
cry
smaller | bigger

busy

Curta nossa página no Facebook