Mais um porto para Pernambuco

O governo do Estado revelou detalhes, na tarde desta segunda, do projeto do porto que pretende construir, numa Parceria Público-Privado (PPP), no estuário do Rio Itapessoca, em Goiana, Litoral Norte de Pernambuco. Mas não disse ainda quanto de manguezal vai aterrar, quanto de Mata Atlântica vai desmatar e quantos pescadores vai desalojar sem ter um local para transferi-los. Tudo isso ocorreu no Porto de Suape, sendo a compensação ambiental pelos impactos quase nula, como admite o próprio governo. Agora é a oportunidade para o governador mostrar que pode, sim, construir um porto cumprindo a legislação ambiental e respeitando as populações tradicionais. É só contratar gente qualificada na área ambiental, e não técnicos especializados em driblar a legislação ambiental em favor da iniciativa privada, a exemplo da equipe da CPRH, e, claro, ter vontade política. Esta é a hora de Eduardo Campos comprovrar se internalizou mesmo na sua administração a sustentabilidade ambiental ou se a recém-criada Secretaria de Meio Ambiente é apenas de fachada, uma vitrine para mascarar os tropeços na área ambiental. Leia aqui matéria do blog de Jamildo. Abaixo, veja estudo divulgado. Projeto_porto _aeroporto_litoral_norte

Comentarios (0)Add Comment

Escreva seu Comentario
quote
bold
italicize
underline
strike
url
image
quote
quote
smile
wink
laugh
grin
angry
sad
shocked
cool
tongue
kiss
cry
smaller | bigger

busy

Curta nossa página no Facebook