Só três deputados de Pernambuco votaram contra novo Código Florestal

Publicado no Jornal do Commercio, em 26.05.2011. Por Cláudia Vasconcelos, da equipe de Política. Dos 25 deputados da bancada pernambucana na Câmara Federal, apenas três votaram contra a aprovação do novo Código Florestal (Projeto de Lei 1876, de 1999) e da Emenda 164, que permite aos Estados decidir sobre a ocupação de áreas desmatadas por atividade produtiva. Fernando Ferro, João Paulo (ambos do PT) e Paulo Rubem Santiago (PDT) foram os únicos do Estado a adotar postura contrária ao projeto, de autoria do deputado Aldo Rebelo (PCdoB-SP). Apesar do largo placar a favor da matéria - 410 votos a 63 -, os deputados creem que a presidente Dilma Rousseff vetará pontos como a anistia a quem devastou florestas antes de 2008 e a transferência da competência de licenciamento ambiental para Estados e municípios. Ela expressou posição clara contra a anistia, por exemplo, pois isso tem implicações quanto à política ambiental do Brasil no âmbito internacional, avalia Ferro, para quem a votação de anteontem foi um tiro n'água. Paulo Rubem argumenta que o País não está preparado para fiscalizar as novas fronteiras agrícolas, tampouco provê os órgãos ambientais de estrutura. Vão aumentar as agressões aos recursos hídricos e à biodiversidade (se a presidência aprova o código). Por sua vez, João Paulo frisou que votou conforme orientação de Dilma Rousseff. Em relação apenas à Emenda 164, mais nove parlamentares de Pernambuco alinharam-se à presidência: Wolney Queiroz (PDT), Eduardo da Fonte (PP), Inocêncio Oliveira (PR), Ana Arraes, Fernando Bezerra Filho, Gonzaga Patriota (todos do PSB), Pedro Eugênio (PT), José Augusto Maia e Sílvio Costa (ambos do PTB). Leia aqui notícia da Câmara dos Deputados. Veja aqui infográfico da Câmara dos Deputados. Saiba mais aqui sobre a Emenda 164.

Comentarios (0)Add Comment

Escreva seu Comentario
quote
bold
italicize
underline
strike
url
image
quote
quote
smile
wink
laugh
grin
angry
sad
shocked
cool
tongue
kiss
cry
smaller | bigger

busy

Curta nossa página no Facebook