Defensoria concede liminares contra o plantio de eucalipto

SÃO PAULO, SP - A Justiça de São Paulo concedeu liminares que proíbem o plantio, o corte e o transporte de eucalipto em cidades do Estado. Pelo menos três municípios do Vale do Paraíba já tiveram decisões judiciais que restringem a atividade: Guaratinguetá, São Luiz do Paraitinga e Piquete. Em outros dois, Redenção da Serra e Taubaté, uma ação civil pública para suspensão do plantio já foi encaminhada pela Defensoria Pública do Estado. Para o defensor Wagner de La Torre, que entrou com as ações, o plantio de eucalipto traz prejuízos ambientais, como redução no abastecimento de água potável, contaminação do lençol freático e êxodo de animais silvestres. Há casos em que o plantio é feito em áreas de preservação, como topos de morro, afirma La Torre. Nos últimos anos, as plantações da espécie cresceram em ritmo acelerado pelo país -chegaram à taxa de 720 hectares a mais por dia. A decisão mais recente contra o setor ocorreu em Guaratinguetá. A liminar suspende o plantio de eucalipto feito pela Fibria, uma das maiores produtoras de celulose do mundo, até que sejam feitos estudos de impacto ambiental. Parte da base florestal da empresa, que surgiu no ano passado após a junção da Votorantim Celulose com a Aracruz, fica na região. Agricultores e pecuaristas vizinhos à empresa dizem que as nascentes dos rios -que ficam no local e abastecem as terras do entorno- estão contaminadas devido ao excesso de herbicidas supostamente utilizados. Começamos a perceber a água suja, com gosto. Antes eu tomava água em qualquer ponto da fazenda. Agora não dá nem para lavar roupa, afirma o pecuarista Cláudio Velloso, 50. Velloso também diz que o volume de água diminuiu pela metade. OUTRO LADO O diretor-executivo da Associação Brasileira de Produtores de Florestas Plantadas, César Augusto dos Reis, diz que há muitos mitos em relação ao eucalipto que, segundo ele, não se justificam. Ele diz que todas as bases florestais passam por licenciamento e que outras culturas, como a cana, consomem muito mais água do que o eucalipto. Até porque, se fosse isso, as nossas florestas viravam deserto. Já a Fibria afirmou, por meio de nota, que conduz suas operações de acordo com as melhores práticas de manejo florestal e às normas legais aplicáveis e que irá se manifestar junto aos órgãos competentes. A empresa não informou se estão sendo feitos os estudos de impacto ambiental solicitados pela Justiça. A Suzano, outra grande companhia afetada, diz que suas operações são ambientalmente corretas e que as ações na Justiça ainda estão em tramitação. O eucalipto é usado na fabricação de papel, celulose e carvão vegetal ou ainda empregado como madeira. Por Natália Cancian (Folhapress)

Comentarios (4)Add Comment
...
escrito por Glaucio Marques, maio 13, 2011
As florestas plantadas, integradas a estes setores, têm possibilitado um efeito multiplicador no panorama nacional e internacional, quando se verifica que milhões de pessoas em todo o mundo , vivem com base econômica no cultivo de eucalipto e se considerarmos ainda o efeito renda outros milhões de pessoas se sustentam através desta cadeia.
Apesar de toda esta importância para a economia brasileira e mundial, o plantio deste gênero continua sendo alvo de críticas, que na maioria das vezes é fruto de uma visão fragmentada do assunto.
Os críticos do eucalipto que não oferecem uma opção à imensa sede brasileira por madeira acabam dificultando o trabalho daqueles que, em vez do lenho das essências nativas, cultivam uma matéria prima rapidamente renovável, com isso contribuindo para preservar o que restou das matas originais.
report abuse
vote down
vote up
Votes: +4
...
escrito por Glaucio Marques, maio 13, 2011
Tenho fotos que mostram que o Eucalipto não é o vilão isolado dos desastres ambientais como pregam !!
report abuse
vote down
vote up
Votes: +3
...
escrito por josé Hess, maio 13, 2011
Da onde estes imbecis da lei tiraram alguma conclusão técnica de que o "Eucalipto" apresenta algum prejuíso para o solo ou água, ou aguma prova disto, pois se for por causa de ser exótica, então estes idiotas suspendam o plantio, dos abacates,das maçãs, da uva dos tomates e assim por diante, que loucura de povo que estamos tendo, e pior uns caras formados em direito e paraticipantes de um órgão publico, é lamentável a ignorância de nosso povo.Engenheiro Florestal.
report abuse
vote down
vote up
Votes: +0
...
escrito por Lucas, maio 14, 2011
que decisão sábia essa...vai ver as grandes pastagens degradas na região não contribuem em nada para todas essas justificativas "ecológicas". dados esses argumentos penso que preciso rever meus conceitos de preservação e talvez rasgar meu diploma, pois não sabia que os pastos do vale do paraíba tem muita vida silvestre, muita vegetação nativa, são muito bem manejados, não estão em APPs e são altamente produtivos...talvez uma cultura florestal que proteja o solo de diversas formas não citadas pelos ditos "ecologistas" realmente não seja a melhor saída...talvez o manejo de florestas plantadas de forma a beneficiar a ligação entre fragmentos de florestas nativas também não seja a melhor solução...talvez também não seja necessário fazer uma rápida pesquisa na internet para ler um monte de artigos CIENTÍFICOS para entender a interação do eucalipto com solo e água...afinal de contas, pra que atrasar o setor florestal brasileiro? tem tanta madeira na amazônia...vamos fazer fibras, papel, chapas de madeira e móveis baratos com mognos!! tem um monte ainda!! mas lembrem-se disso tudo quando estiverem lendo os jornais, escrevendo, imprimindo, reformando a casa, fazendo cercas, trocando as fraldas dos seu filhos, trocando absorvente, usando papel higienico, lendo um livro ou procurando emprego...
report abuse
vote down
vote up
Votes: +0

Escreva seu Comentario
quote
bold
italicize
underline
strike
url
image
quote
quote
smile
wink
laugh
grin
angry
sad
shocked
cool
tongue
kiss
cry
smaller | bigger

busy

Curta nossa página no Facebook