Morales anuncia criação do Ministério da Mãe Terra

TIQUIPAYA, Bolívia - O presidente da Bolívia, Evo Morales, anunciou na sexta-feira, dia 23, a criação do Ministério da Mãe Terra para promover os direitos do planeta. Morales disse desejar que a Bolívia seja sede de um tribunal de justiça ambiental proposto pela Cúpula Mundial de Povos sobre a Mudança Climática, realizada em Tiquipaya, no centro do país. Morales anunciou a nova pasta durante um ato de uma campanha para plantar no próximo ano 10 milhões de árvores, uma para cada habitante da Bolívia. O presidente começou semeando uma planta ornamental, ao lado do vice-presidente Alvaro García Linera, perto de Cochabamba, no centro do país. Morales pediu que as Nações Unidas tornem possível um debate internacional sobre os direitos da terra e a adoção de um catálogo para a defesa do planeta da crise pela emissão de gases causadores do efeito estufa. O evento realizado na Bolívia reuniu 7 mil delegados de movimentos sociais, ambientalistas, ativistas e povos indígenas. As conclusões dele foram entregues na quinta-feira, em um estádio do centro boliviano, aos presidentes Morales e Hugo Chávez, da Venezuela. Os dois líderes pediram que todos se preparem para a batalha do México, no fim do ano, quando governos de todo mundo devem retomar as discussões da cúpula de Copenhagen, que não conseguiu fechar um acordo abrangente para a redução das emissões de gases causadores do efeito estufa. Morales também disse que, caso seja criado um tribunal de justiça climática, ele gostaria que sua sede fosse Cochabamba. O tribunal teria jurisdição para sancionar países que não cumpram acordos para reduzir suas emissões. Da Agência Estado. As informações são da Associated Press. Foto: Aizar Raldes/AFP.

Comentarios (0)Add Comment

Escreva seu Comentario
quote
bold
italicize
underline
strike
url
image
quote
quote
smile
wink
laugh
grin
angry
sad
shocked
cool
tongue
kiss
cry
smaller | bigger

busy

Curta nossa página no Facebook