Repercussão da escolha de Palocci

BRASÍLIA - A decisão da presidente Dilma Rousseff de escalar o chefe da Casa Civil, ministro Antonio Palocci, para assumir o comando das ações e o debate no governo sobre mudanças climáticas foi bem recebida entre ambientalistas e políticos. Diante de divergências e rivalidades entre setores do governo sobre o tema, Dilma decidiu levar o assunto para o Planalto. O consenso é que o gesto deu prestígio e urgência ao tema. Insatisfações no governo com a medida não foram manifestadas, pelo menos publicamente. ; É próprio da função da Casa Civil coordenar temas prioritários do governo. E isso se soma à experiência e à capacidade do ministro Palocci em conciliar posições de governo ; comentou o deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP), ex-presidente da Câmara. ; Foi uma decisão acertada transferir esse debate para a Casa Civil. O fato de Palocci assumir o debate é sinal de que o tema é relevante. Isso mostra que esse assunto passa a ser tratado como uma prioridade de Dilma, até porque vamos ter em 2012 a Rio+20 ; reforçou o senador Lindberg Farias (PT-RJ). Ligeiramente cético, o diretor-executivo do Greenpeace no Brasil, Marcelo Furtado, acredita que a reestruturação da gerência climática no Executivo possa ajudar a transformar em realidade a lei climática ; que até o momento permanece no papel. Mas ele ainda defende que as metas sejam revisadas para se tornarem mais ousadas, incorporando o conceito de desmatamento zero. A meta atual é de cortar a destruição da Amazônia em 80% até 2020. ; Durante o governo Lula, foi um show de falta de liderança e de falta de consenso. Eles conseguiram desagradar a todos. Faltou ambição. Agora a presidente Dilma está chamando para ela a responsabilidade. Parece que pela primeira vez há vontade política de fazer a lei acontecer ; afirmou Furtado. O ex-ministro do Meio Ambiente Carlos Minc, que esteve no centro do debate justamente quando o governo se digladiava em torno da adoção ou não de metas de redução de CO2, disse ver com bons olhos Palocci como maestro da questão: ; Essa ideia de que a política climática pode ser uma oportunidade para o Brasil foi o discurso que eu usei para conquistar a Dilma e o Luciano Coutinho (presidente do BNDES). O Palocci acompanhou tudo e compartilha dessa visão. Eu fico animado com ele no comando porque ele tem trânsito na área econômica. Minc contou que, depois do duro embate entre diferentes setores do governo em torno da adoção das metas de redução de gases-estufa, que o governo acabou assumindo na conferência climática da ONU em Copenhague, o presidente Lula confessou, após ser aclamado pela comunidade internacional, que a decisão foi acertada: ; Na saída de Copenhague Lula me chamou e disse: Eu não tinha ideia do quanto vocês estavam certos, e o quanto isso fez bem para a imagem do Brasil no mundo. Companheiros petistas de Palocci aplaudiram a decisão de Dilma não apenas pela possibilidade de avanço da questão ambiental mas também pela valorização do ex- ministro da Fazenda, que gan...

Comentarios (0)Add Comment

Escreva seu Comentario
quote
bold
italicize
underline
strike
url
image
quote
quote
smile
wink
laugh
grin
angry
sad
shocked
cool
tongue
kiss
cry
smaller | bigger

busy

Curta nossa página no Facebook