Ave de 5 cores pode virar símbolo da Mata Atlântica

Publicado em 11.03.2011, no Jornal do Commercio. O pintor-verdadeiro, pássaro com penas de cinco cores, lidera a votação da espécie-símbolo da Mata Atlântica do Nordeste. Os organizadores do concurso, que prossegue até dia 31, divulgaram recentemente o resultado parcial que contabiliza 322 votos para a ave, seguida do macaco-prego-galego, com 194, e do limpa-folha-do-nordeste - outro pássaro -, com 61. Pode participar da votação qualquer pessoa residente nas áreas de Mata Atlântica da região do Corredor do Nordeste, que compreende os Estados de Alagoas, Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte. Os candidatos são todos endêmicos desse trecho do bioma, ou seja, não são encontrados em nenhum outro local, e estão criticamente ameaçados. O macaco-prego-galego, conhecido pelos cientistas como Cebus flavius, é um dos 25 primatas mais ameaçados de extinção do mundo. Alimenta-se de frutos, sementes, insetos, aranhas, sapos e pequenos mamíferos, além de flores e folhas. A perda de hábitat pelo desmatamento, a fragmentação da floresta e a caça para transformá-lo em animal de estimação são as principais ameaças da espécie. Com mais de 30 indivíduos em zoológicos de todo o Brasil, o primata na natureza tem população estimada em centenas de indivíduos. Só numa reserva privada da Usina Japungu, em Santa Rita, na Grande João Pessoa (PB), são mais de 200, informa a coordenadora do setor técnico-científico do Centro de Primatas Brasileiros (CPB), Mônica Montenegro. A mais colorida entre as aves da Mata Atlântica do Nordeste, o pintor-verdadeiro (Tangara fastuosa) prefere áreas ricas em melastomatáceas, família botânica que inclui a quaresmeira. Come insetos e aranhas. Há registro de que constrói ninhos em bromélias, no mês de janeiro. Frequenta tanto o interior quanto a borda das florestas. A perda de hábitat - só restam cerca de 2% da Mata Atlântica que ocupa - e a caça devido à sua beleza são as principais ameaças. Menos exuberante que o pintor-verdadeiro, o limpa-folha-do-nordeste (Philydor novaesi) é, no entanto, mais ameaçado de extinção. A ave é registrada apenas em duas localidades: Murici, em Alagoas, e a Mata Sul de Pernambuco. É tão rara que só foi descrita na década de 1980, por pesquisadores do Museu Nacional do Rio de Janeiro, depois de anos e anos de expedições ornitológicas pela floresta atlântica alagoana, relata a ornitóloga Sônia Roda, que colaborou na escolha dos bichos candidatos a espécie-símbolo da Mata Atlântica da região. O objetivo da iniciativa, esclarecem os organizadores, é escolher, de maneira participativa, um animal símbolo para o programa Produzir e Conservar, realizado em parceria pelas organizações não governamentais Associação para Proteção da Mata Atlântica do Nordeste (Amane), Centro de Pesquisas Ambientais do Nordeste (Cepan) e Conservação Internacional (CI-Brasil) e que conta com o apoio da empresa Monsanto. O internauta que votar participará de sorteio no final do concurso. A escolha será ...

Comentarios (0)Add Comment

Escreva seu Comentario
quote
bold
italicize
underline
strike
url
image
quote
quote
smile
wink
laugh
grin
angry
sad
shocked
cool
tongue
kiss
cry
smaller | bigger

busy

Curta nossa página no Facebook