Negócios sustentáveis: pesquisas mostram consumidores menos preocupados com meio ambiente

Por Fatima C. Cardoso (*) SÃO PAULO - Duas pesquisas de opinião recentes mostram que os americanos estão menos preocupados com os temas ambientais. A preocupação com a economia e ao mesmo tempo com o custo de um comportamento mais ambientalmente responsável parece estar afetando a decisão do público dos EUA. Uma pesquisa do Instituto Ipsos, patrocinada pela Procter e Gamble, traz resultados bem reveladores. A economia de dinheiro foi apontada como o principal motivo para adotar medidas como reciclagem, economia de energia ou de água. Quando perguntados sobre quais seriam a razão mais importante para optar por comportamentos mais ambientalmente amigáveis, a grande maioria (64%) dos 1000 entrevistados respondeu gastos menores. Quase três quartos dos entrevistados (74%) também responderam que mudaria de marca de um determinado produto somente se o mesmo tivesse um custo menor e ajudasse a reduzir gastos com água e energia. O Instituto Gallup também acaba de divulgar uma pesquisa que busca entender o comportamento ambiental dos consumidores americanos, comparável a levantamentos de 2000, 2003 e 2007. Os resultados mostram que pouco mudou em relação à disposição da população dos EUA em tomar iniciativas como reciclagem ou compra de produtos sustentáveis desde o início desta década. No mês passado, um outro estudo também da Gallup, mostrava que a preocupação dos americanos com o tema ambiental estava no nível mais baixo dos últimos 20 anos. Houve redução do temor com os impactos de vários problemas na comparação com 2009, como as mudanças climáticas (-5%), a poluição do ar (-7%), contaminação dos rios (-6%) e até com o desmatamento das florestas tropicais (-9%). Os estudos mostram que os americanos têm outras prioridades no momento e que há cada vez menos disposição para pagar o custo de uma mudança mais abrangente na economia. E esse parece não ser um ponto de vista só dos consumidores dos EUA. A consultoria Accenture investigou o que levaria o consumidor de automóveis a comprar um carro mais eficiente no uso de energia em cinco países, e 6 entre 10 entrevistados disseram que estão disposto a optar por tais modelos apenas se eles forem superiores em qualidade na comparação com os carros - altamente poluidores - que eles usam atualmente. Ou seja, não basta ser verde. PARA FICAR DE OLHO Energia renovável - O setor de energia renovável brasileiro tem potencial de crescimento acima da média mundial, segundo estudo realizado pela Ernst e Young. Mesmo assim, o Brasil fica em 19 lugar no ranking de países mais atrativos para investimentos, tendo como destaque a energia eólica, a biomassa e a energia solar fotovoltaica. Os Estados Unidos lideram o ranking de países mais atrativos, seguido pela China e Alemanha. A análise mostra também que novos mercados devem crescer como a Coréia do Sul, Taiwan, Chile, Egito, Marrocos e países do Leste Europeu e talvez Rússia. PARA SABER MAIS Manifesto pela energia limpa - Um grupo de 44 entidades divulgou na sem...

Comentarios (0)Add Comment

Escreva seu Comentario
quote
bold
italicize
underline
strike
url
image
quote
quote
smile
wink
laugh
grin
angry
sad
shocked
cool
tongue
kiss
cry
smaller | bigger

busy

Curta nossa página no Facebook