ONG apela para Carlos Minc para barrar desmatamento recorde em Suape

A organização não-governamental Aspan enviou no início desta semana carta ao ainda ministro Carlos Minc, de Meio Ambiente, pedindo que ele ajuda para evitar o desmatamento de 1.076 hectares de vegetação nativa no Porto de Suape. A ONG denuncia que o governo do Estado, proponente de projeto de lei enviado à Assembleia Legislativa de Pernambuco autorizando a devastação, tem decretado de interesse social ou utilidade pública obras que não se enquadram nessa classificação. O corte - são 893,4 ha de mangue, 17,03 ha de mata atlântica e 166,06 ha de restinga - está previsto em projeto de lei enviado pelo governador Eduardo Campos. A justificativa: implantação do chamado cluster da indústria naval em Suape, no Grande Recife, com três estaleiros já confirmados. O diretor de Meio Ambiente de Suape, Ricardo Padilha, informa que a compensação ambiental será a criação de duas unidades de conservação estuarinas. Uma na foz do Rio Jaboatão e outra na do Rio Ipojuca, totalizado 1.500 hectares de áreas protegidas. MINISTRA A atual ministra Izabella Mônica Vieira Teixeira tomou posse quarta-feira. Bióloga com mestrado em Planejamento Energético e doutorado em Planejamento Ambiental, é funcionária de carreira do Ibama desde 1984. Também foi subsecretária de Estado do Meio Ambiente da Secretaria do Ambiente do Rio de Janeiro de 2007 a 2008. Exerceu a condução e a gerência executiva de projetos e programas ambientais de programas de cooperação internacional. Minc deixou o governo para concorrer a uma vaga de deputado estadual pelo PT do Rio de Janeiro. Leia abaixo a carta enviada a Minc e o projeto de lei em tramitação na Alepe. Clique em FULL para visualizar a tela inteira e ESC para retornar. Aspan Projeto 1496

Comentarios (0)Add Comment

Escreva seu Comentario
quote
bold
italicize
underline
strike
url
image
quote
quote
smile
wink
laugh
grin
angry
sad
shocked
cool
tongue
kiss
cry
smaller | bigger

busy

Curta nossa página no Facebook