Saqueando o futuro com consciência e determinação

Leia abaixo o artigo Saqueando o futuro com consciência e determinação, escrito por Clovis Borges, que é diretor-executivo da Organização Não-Governamental Sociedade de Pesquisa em Vida Selvagem e Educação Ambiental (SPVS). O Código Florestal é um problema de cada cidadão brasileiro, que hoje já paga em impostos e em limitações de serviços públicos os astronômicos gastos para subsidiar a agricultura e minimizar os processos de degradação ambiental causados pelo uso indevido do nosso território Estamos com a data marcada para que o Congresso Nacional, a partir de um acordo de lideranças, coloque em votação o relatório que sustenta mudanças profundas no Código Florestal Brasileiro. Este documento foi formatado por uma comissão praticamente uníssona, pré-determinada não para discutir, mas para impor uma decisão armada à conveniência dos interessados. Na próxima terça-feira (14), corremos o risco de ver avançar uma das mais prejudiciais manobras que legisladores brasileiros contra a conservação da natureza já realizaram. Enquanto isso, centenas de milhares de cidadãos protestam contra o encaminhamento forçado deste processo, uma pressão crescente que representa o melhor caminho para a reversão dessa tendência. Uma tentativa de entender este fenômeno de demonstração de força de um dos maiores lobbies do Congresso Nacional, a revelia do bom senso e do interesse público, seria, como a história tenta sempre justificar, um ato de ignorância, de falta de visão e de conhecimento que, pela limitação implícita, permite e justifica medidas sem lastro. E que nos custam uma aberração em prejuízos, depois de determinadas. O perdão com base no desconhecimento não cabe neste embate, que coloca frente a frente a visão conservadora e convencional e uma montanha de evidências científicas e práticas que apontam para um sinal vermelho em futuro próximo. A conta da degradação não fecha com nossas supostas intenções de modelar um desenvolvimento que garanta qualidade de vida e uma condição de equilíbrio e longevidade dos negócios e da economia. É fundamental a constatação de que o que está ocorrendo com a tentativa de tirar o lastro e as conquistas de décadas de uma legislação ambiental de surpreendente sabedoria é a manipulação explícita, com base na disposição de gerar vantagens a um público determinado em detrimento dos interesses da sociedade. Não há equívoco ocasional, e sim um equívoco consciente que deveria, em última instância, receber um enquadramento de crime lesa-pátria. Pretende-se assaltar a sociedade brasileira para a geração de vantagens econômicas de curto prazo em detrimento da sustentação de nosso patrimônio natural e seus serviços, como a água, o solo, o equilíbrio climático, o uso da biodiversidade e tantos mais fundamentais para nossas expectativas presentes e futuras. O crime é explícito e não há como acobertá-lo. Os manipuladores que estão liderando esta movimentação direcionada para o passado estão com a cara na mídia e assumem suas agendas de...

Comentarios (0)Add Comment

Escreva seu Comentario
quote
bold
italicize
underline
strike
url
image
quote
quote
smile
wink
laugh
grin
angry
sad
shocked
cool
tongue
kiss
cry
smaller | bigger

busy

Curta nossa página no Facebook