Manguezal à venda na Zona Sul

Publicado em 02.12.2010, no Jornal do Commercio. Texto: Cleide Alves, da Editoria de Cidades. A área da antiga Estação Rádio Pina, Zona Sul do Recife, onde a prefeitura quer implantar o Parque dos Manguezais, foi colocada à venda pela Marinha do Brasil. Para negociar o terreno de 248 hectares, localizado na Avenida Engenheiro Domingos Ferreira, 1520, os militares pedem R$ 51 milhões. O processo de licitação, na modalidade concorrência, já está aberto. No próximo dia 21, haverá sessão pública no auditório do 3 Distrito Naval, em Natal, para abertura das propostas. Conforme o edital de licitação, o imóvel disponibilizado pela instituição é formado pelas Ilhas das Cabras e do Simão, no bairro do Pina. É o trecho já aterrado do manguezal, de acordo com a Secretaria de Patrimônio da União e a Prefeitura do Recife. O mangue existente na região não entra na negociação. A Marinha não receberá o pagamento em dinheiro. Fará uma permuta. Isso significa que a empresa vencedora da licitação pagará os R$ 51 milhões diluídos em obras. No edital estão especificados os serviços a serem executados: demolição de casas em vilas navais e construção de novas moradias para oficiais, suboficiais e sargentos nas cidades de Natal, Maceió, Fortaleza e Olinda, no Nordeste brasileiro. A Marinha pede a demolição de 59 residências da Vila dos Suboficiais e Sargentos no bairro do Alecrim, em Natal, capital do Rio Grande do Norte. Custará R$ 317.048,70. Com o terreno livre, a empresa deverá construir cinco prédios de 42 apartamentos e três prédios de 28 apartamentos para suboficiais e sargentos no mesmo lugar, avaliados em R$ 35.856.567,45. Além disso, a empresa contratada terá de construir até três residências para oficiais, cada uma no valor de R$ 325.682,57, no terreno ao lado do Depósito de Balizamento do bairro de Pajuçara, em Maceió, capital alagoana. Também está prevista a construção de uma residência para oficiais na Escola de Aprendizes Marinheiros do Ceará, no bairro de Jacarecanga, em Fortaleza. O valor é o mesmo das moradias de Maceió. O edital também prevê a construção de até duas residências para oficiais, também ao custo unitário de R$ 325,6 mil, na Escola de Aprendizes Marinheiros de Pernambuco, localizada no Complexo de Salgadinho, em Olinda. Pelas regras do concurso, os custos e o processo de licenciamento para demolição e construção são de responsabilidade da empresa vencedora da licitação. A permuta do imóvel só pode ser concretizada depois da conclusão e entrega de todas as edificações. O 3 Distrito Naval foi procurado pelo JC para conversar sobre o assunto, por telefone e e-mail, mas não se pronunciou. Paulo Ferrari, superintendente do Patrimônio da União no Estado de Pernambuco, garante que a instituição não está vendendo o mangue e explica o porquê da permuta. Se a Marinha recebesse o pagamento em dinheiro, o valor seria depositado na conta única do Tesouro Nacional e a instituição precisa de verba para construir novas moradias, diz Paulo Ferrar...

Comentarios (1)Add Comment
...
escrito por oswaldo Pereira da Silva, dezembro 03, 2010
O bairro do Pina ficou durante séculos
marginalizado abandonado pelo estado,
agora está valendo ouro, e o capital
se apossa a cada dia do nosso Pina
Essa área é de preservação e não
permitiremos a sua venda.
report abuse
vote down
vote up
Votes: +0

Escreva seu Comentario
quote
bold
italicize
underline
strike
url
image
quote
quote
smile
wink
laugh
grin
angry
sad
shocked
cool
tongue
kiss
cry
smaller | bigger

busy

Curta nossa página no Facebook